Você está aqui: Página Inicial / Notícias

Bares de Sorocaba terão evento internacional de divulgação científica

Mariana Pezzo publicado em 10-04-2017 - 13:00

Três noites, três bares, 14 pesquisadores e um conjunto de temas tão vasto que abrange desde a busca por vida extraterrestre até a produção de cerveja artesanal, passando pela série Black Mirror e pelo combate às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Assim será a edição sorocabana do Pint of Science, evento de divulgação científica que acontece de 15 a 17 de maio em mais de 100 cidades de 11 países e, pela primeira vez, também em Sorocaba.

O Pint of Science nasceu em 2013, na Inglaterra, a partir da experiência de dois pesquisadores do Imperial College London com um evento que levava as pessoas ao laboratório para apresentação das pesquisas em andamento. Com o sucesso da atividade, eles se perguntaram se, de maneira semelhante, cientistas também não poderiam sair de seus laboratórios para conversar com as pessoas, e assim nasceu o Pint of Science. Em 2015, o evento foi realizado pela primeira vez no Brasil, pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos. Em 2016, foram seis os municípios brasileiros participantes, número que neste ano chega a 22. 

Em Sorocaba, a primeira edição do evento internacional também decorre de uma experiência anterior da professora do Departamento de Biologia (DBio) da UFSCar Ana Claudia Lessinger, que, em 2016, realizou o projeto "Circuito Sorocabano de Divulgação Científica: UFSCar na Mesa do Bar". O sucesso da iniciativa estimulou o envio da candidatura de Sorocaba ao Pint of Science, para o qual Lessinger conta com a parceria de nove colegas do Campus Sorocaba da UFSCar.

As conversas do evento, nos dias 15, 16 e 17 de maio, acontecerão nos bares "Venda Dona Noêmia", "Depois Bar e Arte" e "New York Bar 41", sempre das 19h30 às 21h30. A entrada é gratuita, devendo os participantes arcarem apenas com o que consumirem durante o evento. A programação completa foi divulgada recentemente no site principal do Pint of Science Brasil.

Dentre as 14 apresentações previstas, duas tratarão da produção de cerveja artesanal: Alexandre Sigolo, biólogo e sócio-fundador da Sinnatrah Cervejaria-Escola, relacionará a história da cerveja - que tem mais de nove mil anos - com diversas inovações técnicas, tecnológicas e científicas e o desenvolvimento de diferentes áreas do conhecimento; já José Eduardo de Salles Roselino Júnior, do Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGEc) da UFSCar, refletirá sobre a possível associação entre a produção artesanal de cerveja e o desenvolvimento turístico nas cidades.

Com o título "Estamos sozinhos no Universo?", a apresentação de Douglas Galante, pesquisador associado do Núcleo de Pesquisa em Astrobiologia da USP, apresentará justamente essa área do conhecimento - a Astrobiologia - que busca entender a origem, evolução e distribuição da vida, seja na Terra ou em outros planetas. Já a professora da UFSCar Viviane Melo de Mendonça provocará o debate intitulado "Humanos em tempo de demasiada pós humanidade ou por que assistimos Black Mirror?", com o objetivo de discutir como o "pós-humano/não humano" é representado na cultura contemporânea e porque séries de TV como Black Mirror nos assombram e nos atraem.

E a diversidade de temas não para por aí, com conversas previstas sobre relações entre Física e Arte e entre Física e Geologia; sobre o Guia Alimentar para a População Brasileira; a evolução do planeta Terra; mosquitos transgênicos e o combate à zika, à dengue e à chikungunya; tecnologias e avanços atuais no tratamento do lixo; e inclusive sobre a própria divulgação científica. A programação completa para Sorocaba e as demais cidades participantes pode ser conferida no site do evento.

Nacionalmente, o Pint of Science é patrocinado pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP, pelo projeto e-Science da Universidade de Campinas (Unicamp), pela empresa Galoá e por quatro Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp): o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria; o Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos; o Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros; e o Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades.

Mais Notícias